Domingo, 2 de Dezembro de 2018

A Visita do "Imperador"

 

 

Xi Jinping, o “Imperador” como é conhecido em surdina por milhões de chineses desde que na última reunião da Assembleia Popular, a Constituição foi alterada para permitir mudar duas coisas que o grande reformador Deng Xiaoping instituiu: a presidência por apenas dois mandatos que se tornou sem limite e a idade máxima dos dirigentes do Partido Comunista Chinês e Estado que era de 68 anos.

Com um único voto contra e três abstenções, Xi Jinping viu concretizado o seu desejo de ser presidente vitalício, como dizem, mas com dificuldade em criar uma dinastia, dado ter uma só filha de 26 anos que é muito vista em missões de auxílio a sinistros e estudou na Universidade de Harward no EUA, sendo também uma notável cantora.

Com 65 anos de idade, o “Imperador” espera estar no poder durante muitos anos e faz uma campanha pessoal televisiva, aparecendo nas aldeias com um vasto programa de luta contra a pobreza. Dizem os seus apologistas que já terá tirado da pobreza extrema cerca de 90 milhões de chineses, o que não é muito para um país de 1.400 milhões, mas muita gente saiu da tradicional miséria rural para as grandes cidades industriais desde as reformas de Deng Xiaoping iniciadas em 1978 com a abertura ao mercado e a instalação de milhares de fábricas multinacionais que aí procuravam mão de obra barata. Todas as fábricas, bancos, empresas comerciais, etc. são dirigidas, como em toda a parte, por uma burguesia de quadros que na China é cada vez mais vasta e tem poucas relações com o PCC, dado que Xi e outros dirigentes não querem engrossar mais o partido por terem mais medo dos camaradas do que das classes operárias, camponesas e burguesas.

Xi Ping é filho de Xi Zongshu que foi companheiro de Mao na longa Marcha e chefe do departamento de propaganda política do Partido até ser vítima de uma purga e preso em 1963 na sequência do falhanço do “grande salto em frente”, enquanto o jovem filho de um pai proscrito teve de ir para o campo trabalhar e deve a sua vida ao facto de Mao ter tido sempre medo do seu partido, mesmo quando toda a gente empunhava o seu livrinho vermelho, além de ser mais um intelectual que um grande administrador e depender de Deng que esteve banido durante algum tempo e de Zhou Enlai que nunca deixou o cargo de primeiro ministro, apesar de não se dar bem com Mao.

O PCC tem hoje e tinha antes também mais de 90 milhões de militantes, pelo que um líder nunca está muito à vontade e Mao percebeu que nunca podia imitar Estaline que mandou matar todos os dirigentes que julgava que estavam contra ou podiam vir a estar contra ele, acabando por ser o único dirigente da Revolução de Outubro a morrer na cama.

É curioso que a célebre escritora Jung Chang - filha de um Secretário-Geral da Educação de uma província com 100 milhões de habitantes e dirigente do PCC - escreve no seu livro “Cisnes Selvagens” que quando ainda muito jovem foi banida na Revolução Cultural para ir trabalhar no campo com outros colegas, os pobres camponeses analfabetas do interior da China tratavam esses “criminosos traidores” com grande reverência porque viam neles pessoas de uma espécie de nobreza que a qualquer momento poderiam voltar à cidade e, portanto, ao poder. Efetivamente, aos 22 anos de idade, Xi Jinping é autorizado a inscrever-se no Partido e regressa a Beijing para estudar na Universidade onde se formou em engenharia.

Quando dos acontecimentos da Praça de Tiananmen que tiveram como origem uma “revolta” dos estudantes sem oposição do secretário-geral do PCC, Hu Yaobang, o pai de Xi Jinping manteve a lealdade e amizade a Hu que morreu inexplicavelmente no ano seguinte.

Hu Yaobang que era o então secretário-geral do Partido, defensor de grandes reformas, cuja morte natural ou provocada resultou de ter perdoado os acontecimentos, mas aos companheiros nada aconteceu e assim Xi Jinping continuou a sua carreira no Partido e administração da China, passando de autarca de uma cidade para governador de várias províncias em sucessão até chegar a líder de Xangai e membro do secretariado do PCC. Em 2008, Xi Jinping torna-se vice-presidente da China que era o cargo de preparação para ser o sucessor de Hu Jintao, sendo depois “eleito” pelo Congresso e Assembleia Popular presidente para um primeiro mandato.

Hoje, muita gente “anónima” presta homenagem ao proscrito e talvez assassinado Hu Yaobang por verem Xi Jinping nas cerimónias comemorativas do 90º aniversário do nascimento daquele ex-secretário-geral do PCC que foram vistas nas televisões. Agora colocam flores junto à ex-casa de Hu e um jornal de Xangai chegou a escrever que Hu foi o “engenheiro” das grandes reformas porque passou a China.

Xi Jinping diz que vem assinar 19 tratados com Portugal e já afirmou que Lisboa é o porto de continuação da sua rota da seda com passagem para a via marítima, já que o seu cinto “Belt and road” não pode passar o imenso rio que é o Atlântico com os seus 5 mil quilómetros até Nova Iorque.

Parece que Xi está interessado no porto do Barreiro ou na aquisição da parte concessionada à autoridade do Porto de Singapura no porto de Sines.

O “imperador” sabe que ninguém gosta dele na China nem do seu partido e não é por ser má pessoa. É que o poder dos partidos políticos tem sempre um prazo de duração que na China foi ultrapassado. Mas todos têm medo, o que também é perigoso para os dirigentes, pelo que Xi quer cimentar o seu poder com um enorme progresso interno na base de autoestradas, caminhos de ferro, imensos bairros para a burguesia e operariado e renovação das aldeias de casas pobres. Acredita que com os meios de transporte que não havia entre a China rural do interior e a China costeira e desenvolvida, a população rural vai ver o seu nível de vida aumentado. Só que tudo o que faça só tem sentido se aumentar os salários dos trabalhadores e dos quadros burgueses. Sem isso, para nada lhes servem estradas, caminhos de ferro e aviões.

O imenso projeto da “rota da seda” ou “belt and road”, “cinto e estrada” é considerado por muitos especialistas ocidentais como um meio para convencer a novel burguesia chinesa que vai ser senhora do Mundo. Claro, Xi Jinping não acredita, mas vai fingindo e até pode acontecer isso na medida em que a Europa com a Alemanha não quer saber do Mundo e o Trump não tem projetos imperialistas.

Mas, é curioso ver os vídeos de propaganda das visitas de Xi às aldeias pobres. Ele é recebido por gente muito idosa e fala em terem iniciativa para prosperarem quando aparentemente querem apenas uma reforma razoável que a cooperativa social local não é capaz de dar. A política de filho único provocou um envelhecimento da população rural e os poucos jovens foram para as grandes cidades trabalharem nas fábricas de automóveis, construção civil e na imensa indústria informática.

Xi fala muito em reformas, mas nunca disse uma palavra sobre reformas políticas no sentido das económicas.

 

 

 

publicado por DD às 19:42
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 25 de Junho de 2018

Die Busfahrt

Hier unten ist alles voll, - sagte der Busfahrer - Sie müssen nach oben klettern, auf dem Dach ist Platz genug....

Ler artigo
publicado por DD às 16:06
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Junho de 2018

O Falso "Sozialstaat ...

As Contas da Viúva Alemã Frau Ingrid Millgram de 84 anos de idade condenada por juízes mais do tipo Nazi SS que Humano:...

Ler artigo
publicado por DD às 22:06
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Novembro de 2017

Putin e a Revolução d...

Putin: O primeiro Czar de Todas as Rússias de fato e gravata. Para o presidente Putin, a Revolução de Outubro é algo...

Ler artigo
publicado por DD às 17:53
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 30 de Outubro de 2017

A Minha Família na Re...

Novatcherkass em 1917 Há 100 anos, o meu pai com 9 anos de idade contemplou da varanda do terceiro andar do aparta...

Ler artigo
publicado por DD às 19:39
link do post | comentar | favorito
Domingo, 4 de Junho de 2017

O verdadeiro crime é ...

“ Esta frase do grande pensador e escritor George Steiner deixou-me estonteado, apesar dele com os seus 89 anos se consi...

Ler artigo
publicado por DD às 23:29
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A Visita do "Imperador"

. Die Busfahrt

. O Falso "Sozialstaat Alem...

. Putin e a Revolução de Ou...

. A Minha Família na Revolu...

. O verdadeiro crime é vive...

.arquivos

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Junho 2017

. Outubro 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Maio 2015

. Janeiro 2015

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Junho 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Maio 2011

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Abril 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Agosto 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Julho 2005

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

.tags

. todas as tags

.links

Contador de visita
Contador de visita
Hospedagem de Sites
Contador de visitas grátis

.Online

web counter
blogs SAPO

.subscrever feeds